Esse filme moldou meu caráter!


Toda sexta, meus pais me levavam para pernoitar na casa de minha avó. Eu e meus primos Helder e Milena -e posteriormente Nandinha- passávamos o dia todo brincando com bonecos do He-Man e Comandos em Ação, montando Lego, jogando Banco Imobiliário e vários outros jogos de tabuleiro, brincando na pracinha, me esborrachando no chão tentando andar de patins e comendo só baganas o tamanho que era o dia, tudo isso sempre guarnecido pela TV. Os três sempre foram os melhores amigos que já tive.

Até eu fazer meus 13 anos, vovó tinha uma Telefunken dos anos 70, daquelas do botão de catraca, e tudo que tínhamos pra assistir à tarde eram os filmes da Globo e do SBT. Fazem muita falta hoje o Cinema em Casa e a Sessão da Tarde daqueles tempos!

cinema_em_casasestarde

Antes de os responsáveis pela programação descobrirem os filmes infantis de bichinhos superdotados e comédias da Disney das quais nem a mãe de quem fez ri, eles passavam coisa de qualidade à tarde. Relativamente. Enquanto o SBT se encarregava da fina flor do cinema trash como O ataque dos Dobermann, A coisa, Hambúrguer- O Filme, Ataque dos vermes malditos, Loucademia de polícia, os filmes ruins do Tarzan dos anos 60, as seqüências horrorosas- sem trocadilho- de Hora do pesadelo e comédias californianas notáveis por seu alto teor de sacanagem e nudez- numa sessão que passava às duas da tarde!-, a Globo tinha em seu poderio os filmes que todo mundo queria ver.
rambodoublemw4

          Já perdi a conta de quantas vezes meus primos e eu assistimos clássicos como Karate Kid, Rambo 2, Rocky do 1 ao 5, Goonies, A lagoa azul, O grande dragão branco, Conan, Perigo na Montannha Enfeitiçada, o filme do He-Man de carne e osso, sem falar em toda a fitoteca da Xuxa e dos Trapalhões. Naqueles tempos, pasmem, a Sessão da Tarde passava até filmes sérios, como Ao mestre com carinho e vários outros da era de ouro de Hollywood. Claro que, mais tarde, vovó comprou uma TV gigante pros padrões da época e passou a assinar TV a cabo, e ninguém nunca mais precisou dar bola pra Sessão da Tarde.

a%20coisa

            Mais ou menos em 2001 ou 2003, a Globo resolveu abraçar a caretice. Riscou do turno vespertino todos os filmes envolvendo tráfico de drogas, perseguições, matanças, tiros, sangue e tudo que deixa os filmes divertidos, dando preferência a filmes familiares, politicamente corretos e intragáveis por qualquer ser humano com um pingo de juízo. Há um ano, o Cinema em casa voltou a existir, mas seguindo o mesmo estilo da nova Sessão da Tarde.

Eles sempre vêm com aquela conversinha fiada: “Estamos querendo proteger nossas crianças, esses filmes violentos são má influência, eles podem crescer acreditando que matar é bom” etc, etc, etc. Pra variar, a mídia subestima as crianças. Pensa que elas são retardadas mentais, e que podem ser levadas para o mal por um simples programa de TV. Estranho. Meus primos foram criados assistindo os filmes do Jason e do Freddy Krueger. No entanto, nenhum dos dois virou um assassino psicótico perseguidor de adolescentes que transam sem camisinha- bom, pelo menos até onde eu os conheço, não. Heldinho foi criado vendo os filmes de Stallone, Schwarzenegger e Van Damme, tinha os bonecos do He-Man e do Rambo, mas não se alistou no exército nem virou um comando neurótico que atira no interruptor pra apagar a luz.

review_jason_6

Recado para os pais modernos: Parem de pôr a culpa de sua incompetência em criar seus filhos em objetos da casa. Essa afirmação de psicólogos de colégio que as crianças viram seres sedentos por sangue depois de ver o noticiário policial, filmes violentos e de jogar games de gangster é absolutamente desprovida de cabimento. Imaginem… Se nós somos tão influenciáveis assim, por que ninguém saía mastigando os móveis da casa depois de jogar Come- come por seis horas seguidas? Hum… Se bem que, depois de uma tarde toda assistindo faroestes italianos, bem que dá vontade de sair por aí atirando em tudo que se mova com minha Colt 45 imaginária…

Anúncios

2 Respostas

  1. É cara, limaram os clássicos de Sessão da Tarde e da versão trash dele, o Cinema em Casa… E pra quê? Pra passar Rai Iscul Miuzikau às “crianças inocentes” que devem ser desprovidas de instinto violento (consequentemente, de capacidade cognitiva).

    Dá raiva de saber que eu tenho um primo que tá indo nessa linha imbecil de criação, mesmo sabendo que o muleque tem ST (Tendência Suicída) e curte Sk8… É foda!

  2. E olha que naquela época ainda existia censura oficial. Hoje, a censura é do politicamente correto. Tem Twitter? Me siga em http://www.twitter.com/gustavocarmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: