Desabafo


Agora, vamos falar sem brincadeira.

Pra mim chega, preciso abrir logo o jogo antes que minha cabeça exploda.
Já sentiram alguma vez como se estivessem vivendo uma mentira? Tenho me sentido assim desde que o mês começou… Nesse tempo, comecei a ir ao cursinho da prefeitura todos os dias.Odeio cada minuto que passo ali… Todos eles têm apenas um objetivo: dinheiro! Curto e grosso. Nada de aprendizado, nada de enaltecer a alma, nada de auto- conhecimento, só isso. Bufunfa. Não foi exclusivamente pra isso que eu fui concebido. Não é essa mensagem que eu quero deixar ao mundo.

Passei toda minha vida sonhando com meu futuro, até que eu chego a ele e descubro que meus sonhos eram isso, apenas sonhos. Mas eu não pretendo deixar esse mundo sem imprimir minhas pegadas sobre a Terra. Não conseguiria viver ssem deixar a marca que vim ao mundo para deixar.

Toda noite sento na carteira e vem aquela tempestade de matérias- a grande maioria tão óbvias que é quase impossível acreditar que estejam ensinando a adultos. E os professores, então? Todos jovens, saltitantes e entusiasmados de forma desumana com o que lecionam. Provavelmente todos são maníaco- depressivos. Nem é necessário pensar muito para notar que todos eles também vivem uma mentira. Alguém consegue imaginar a cena :

“O que você quer ser quando crescer?” “Professor de administração de empresas!” ?

Duvido que eles- quase todos com a minha idade- sempre quiseram lecionar. Não sinto nada além de pena, vergonha e talvez uma certa empatia por eles. Afinal, tudo indica que eu serei eles amanhã…
Tô muito preocupado com a minha situação. Vai que eu passo no concurso. Acomodado do jeito que sou, vou acabar sendo funcionário público pra sempre, e esquecendo que um dia já sonhei. Me recuso a trabalhar pensando apenas no dinheiro, para mim, ele será a consequência, não a causa de acordar cedo todos os dias. Eu quero correr atrás dos meus objetivos. Já perdi tempo demais!

 

Ufa! Coloquei tudo pra fora…

Anúncios

Uma resposta

  1. Nessas horas que vale a pena realmente não dar ouvidos a toda aquela avalanche de “conselhos” de papai e mamãe…

    Tem um sonho? Corra atrás.

    Quer trabalhar? Faça o que ama fazer e não a obrigação.

    Se muita gente fizesse isso, pode ter certeza que existiriam menos pessoas com frustração e casais bem-resolvidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: