Mini-crônica episódio 9: O ataque dos clones


Meus antigos colegas que me perdoem, mas ninguém mais cai nessa. Lugar de arte digital é em revistas especializadas, não em qualquer revista. Já parou numa banca algum dia e ficou observando as fotos femininas das capas? Devia ser crime o que esses “retocadores”têm feito nos últimos cinco anos.

Tomo um susto toda vez que vejo a Juliana Paes em alguma capa. Por algum motivo desconhecido, ninguém do ramo acha um mulherão daqueles perfeito, e tenta fazer a cada novo ensaio o que nem o bisturi foi capaz de fazer. Ela sem dúvida alguma é a preferida dos “artistas digitais”. Aparece mais esquisita a cada novo número.
Juliana-Paes-abre-o-jogo-sobre-casamento-em-revista

Olha só essa foto! Pra ela virar o Coringa, só falta a roupa roxa. Mais parece que passaram o rosto dela a ferro, de tão liso que deixaram. Ela até perdeu as glândulas do suor! Honestamente, já vi porcelanas chinesas mais ásperas que esse rosto.

Pra mim, chega a ser motivo de pena. Essas mulheres já gastam tanto tempo de suas vidas com academia, ioga, pilates, tratamento de pele a laser, botox, lifting, plásticas, bronzeamento artificial, maquiadores que cobram uns 70 mil a hora, e mesmo assim, nada parece o bastante pros empresários do entretenimento. Agora, todas as mulheres parecem verdadeiros Frankensteins nessas revistas. Suzana Vieira que o diga…

suzanavieira

Louvável foi o ato de Jamie Lee Curtis, que, ainda em 2001 ousou publicar um ensaio fotográfico de como realmente ela era, sem nenhum retoque. Tudo o que devia estar em cima, em cima, e tudo o que devia estar embaixo, embaixo. Mas aparentemente, as estrelas modernas não se importam com esse serviço de açougueiro que fazem com a imagem delas – a Juliana, então…

Perdoem-me, nobres seguidores do blog, mas não dá pra tocar nesse assunto sem comprometer ligeiramente minha “reputação”.

Anúncios

3 Respostas

  1. Valeu a crítica, Fernando. O pior de tudo, é o efeito ilusão que a distorção das imagens causa no interior e no comportamento das pessoas. Se continuar assim, no futuro não poderemos nos reeconhecer nas fotos antigas, pois o registro não foi verdadeiro.Ab.

  2. E não só nas Playbodies da vida rola Photoshopagem como entre a geração de Fotologgers que veio em 2003.

    Fotografia Digital só funciona retocar quando é realmente necessário. E pensar que tão querendo abolir de vez a revelação de rolo de 35mm…

  3. Fica parecendo que essa perfeição “fotoshopada” é o ideal humano. Longe disso. Crítica muito bem feita. É preciso aceitar que as mulheres-humanas sejam humanas, que suam e têm imperfeições, e não são fantoches. O ensaio de Suzana Vieira, uma mulher bonita e superstar virou o ícone do retoque mal feito, ilusório e caricato. Emblemática experiência!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: