Lembranças de uma era menos vigiada Part Deux(2/3)


Não tinha nada que eu gostasse mais naquele tempo do que chicletes. Qualquer trocadinho virava uma bola na frente da minha cara – ou meia hora de Super Nintendo. Muitos deles que eu adorava infelizmente pararam de ser fabricados.

Um que eu nunca esqueci foi o Ping-Pong Extra- macio, de 89. A embalagem dele era um achado! À primeira vista, parecia um chicletão tamanho família, mas ao abrir, vinham 5 chicletes bem fininhos, embalados um a um. Era uma versão bem aprimorada do Ping Pong normal. Mais macio e com o mesmo gosto, mas derretia mais fácil que o outro e sempre grudava dentro dos bolsos num dia muito quente. Acho que não chegou a durar um ano.
4470_azedinhodoce
 Sempre amei o chiclete Azedinho Doce da Adams, que vinha naquela embalagem com um símbolo que lembrava uma logomarca de pote de margarina. O de morango vinha com 10, o de maçã verde 7 e o de limão com 20! Distribuição um tanto desigual, não?

Outro que eu acho que também era da Adams era o Action. Parecia o da caixinha amarela, mas o sabor era alcaçuz com anis, e vinha numa caixinha preta. Mãe trazia das viagens quando eu era moleque. Acho que só achava fora da minha cidade…
            Mais um chiclete que eu nunca esqueci foi o Bubblets, um tutti frutti mais ácido, que vinha com figurinhas de Jaspion e Changeman. Tinha também o Buzzy com o menininho na embalagem, de morango com recheio de chantilly(!). Outros que eram muito caros por serem importados e eu sempre via nos Dollar Shoppings da vida eram os chicletes em forma de band-aid, trena e pasta de dente. Sonhos de qualquer menino… Os únicos chicletes que eu nunca gostei eram aqueles importados com recheio líquido que quase faziam chorar de tão azedos.

Quando criança eu vivia tomando café. Muito café. Na hora do lanche na casa de vovó, enquanto meus primos tomavam suco, eu só tomava café. Quanto mais forte, mais eu pulava. Uma propaganda que eu nunca esqueci- de tão malfeita- foi a de natal do Café Letícia. Papai Noel de barba de algodão entrava numa casa feita em Chroma Key, assaltava a dispensa à procura do saco de café, preparava, tomava e ia embora. Feliiiiiz Nataaaaaaal! Outra propaganda do Café Letícia era no mesmo estilo das balas Mirabel. No paredão, o condenado pedia Café Letícia. Os fuzileiros ficavam com inveja e largavam as armas de lado pra tomar cafezinho, enquanto o condenado as afanava. Uma preciosidade!

Na hora do café da manhã eu comia cereais. Coisa típica dos americanos, que fazem minha cabeça até hoje. Chegava o fim de semana, eu importunava a família toda pra comprar uma caixa pra mim. Alguns foram embora deixando saudades, outros eu cheguei a soltar rojão por terem sido descontinuados. Lembram do Sucrilhos Banana?
2967210841_68a5329bcc
Esse existiu por pouco tempo nos anos 80, voltou em 97 e saiu do mercado recentemente. Todo mundo gostava dele, apesar do sabor meio petrolífero. Unindo o melhor de dois mundos, a Kellogg’s lançou no início do milênio o Chocrilhos, uma barra de Sucrilhos coberta com chocolate. Morro de saudades deles.

Teve ainda o Tropic, com formatos de frutas. Acho que a tinta que eles usavam pra tingir os cereais devia ser muito tóxica, pois ele sumiu das prateleiras tão rápido como chegou. Também teve o Sugar Pops, que vinha numa caixa amarela e tinha um cowboy desenhado.
box1018
Esses eram umas bolinhas de milho, mas tinham gosto de açúcar purinho. Odiava. Voltou em 94 como Corn Pops, com a caixa verde e os Popsitos como garotos- propaganda, numa caixa verde que enchia os olhos, e ainda tinha uma propaganda que hipnotizava quem assistia.

Se eu soubesse por antecedência que ainda era o Sugar Pops… Haviam também os Rice Krispies, que era o Choco Krispies puro, sem chocolate. Só de o clima ficar mais úmido, esse já ficava molenga. Aqui ele durou pouco, mas continua firme e forte mundo afora.

Anúncios

3 Respostas

  1. Hummmmmmmmm !
    Recordar é viver !
    Também adoro café.
    O cheiro então, é uma delícia.
    Dei uma olhada em alguns comerciais.
    Não lembro de nenhum.
    Gosto de Trident.
    De canela. Hortelã. Tutti Frutti. Menta.

    Abraços e bom feriado !

  2. Foi uma seleção tão especial que ficou no ar um gosto de orgia alimentar completa, numa mistura de todo tipo de excessos: tinta, açúcar e gordura trans.

  3. Parabéns, fernando! Você resgata coisas incríveis.
    Passeei um pouquinho na sua infância, que foi bem diferente da minha e a do meu filho, hoje com 18 anos.
    Lembro da tara dele por Bubaloo de uva e balas Frumelo, que eu levava um saco bem grande para o cinema na esperança dele ficar quietinho na cadeira. rsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: