Aquecimento


E aí, patotinha esperta? Como vai essa força?

Pergunta: O que comprar uma guitarra Dan Armstrong de acrílico, aprender a tocar órgão elétrico de madeira, dirigir um Diplomata de quatro portas prateado, modelo 1987, pelo deserto nordestino, ouvindo a trilha sonora do filme Paris, Texas cercado por ruivas, aprender a atirar com uma Colt 45 e uma Winchester 1870, assistir a uma explosão imensa ao vivo, conhecer o conjunto The Hives, publicar um livro e uma história em quadrinhos, dirigir um filme e ganhar um Golden Globe têm em comum? Se eu não fizer nenhuma dessas coisas antes de deixar este mundo, terei vivido em vão.

Conforme amadurecemos, boa parte dos sonhos que carregamos durante a infância ou adolescência começam a perder o sentido. Com o tempo, tudo o que a gente escuta dentro de casa é “VAI ESTUDAR!”, “VAI CONSEGUIR O DIPLOMA!”, “VAI ARRUMAR UM EMPREGO!”, “VAI FAZER MEUS NETOS E SAI DA MINHA CASA!”. Logo, vemos aquela Ferrari F40 que todo moleque sonha em ter se transformando num Mille todo arranhado. O desejo de morar em Alfaville pode ser facilmente suprido por um puxadinho em Alfavela. Aquele empregão no melhor escritório da cidade logo nos vê vestindo o jaleco e trabalhando no açougue.

Porque, infelizmente, para conseguirmos realizar nossos sonhos, até os mais simples, precisamos de dinheiro. E com o dinheiro, logo vêm os impostos. Para pagar os impostos precisamos de mais dinheiro, e com mais dinheiro vêm mais impostos ainda. Logo, tudo o que sempre planejamos fazer desde crianças acaba se tornando um sonho cada vez mais distante, se não tivermos ajuda.

Então crianças, a menos que seus pais sejam muitos ricos ou que vocês tenham muita sorte, não tem nenhum jeito rápido de conseguir o que querem. Ainda estou à espera daquele clássico telefonema de filme, dizendo “Sr. Yanmar. O mundo está em crise e o Sr. é o único que pode resolvê-la”. Enquanto isso não acontece, aí vou eu, serviço público!

Divirtam-se!

PS: Acreditem se quiser, minha mesa digitalizadora voltou a funcionar. Acreditem se quiser 2: A missão, era só a pilha que tava fraca! Acreditem se quiser 3: O resgate, eu mereço uns tapas por ser tão lesado.

Anúncios

2 Respostas

  1. Cara, eu acho que o scanner tb tava faltando era pilha. Rararara e ai vc jogou fora…
    Quem é que ta te pegando no pé desse jeito? Dona Mara??
    Danou-se.
    Mas a coluna está ótima, muito bom os comentários. O Editorial, Última Fila e principalmente o DuVideoDó Show.
    Abraços

  2. Ola´Fernando, estamos chegando de férias e passando para ler as notícias do seu blog.
    È isso aí mano, gostei da sua fala a respeito do GUSTAVÃO !!!!
    Abs.
    Carmen.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: