Rapidinhas


-Bueno, enfim consegui juntar coragem e assisti o filme que foi considerado uma das maiores bombas do ano passado, G.I Joe. Fiquei o ano inteiro enrolando pra baixar esse filme e, honestamente, não sei porque falaram tão mal dele, chegando a considerá- lo o Speed Racer do ano passado, outro filme injustiçado, na minha opinião. Tá certo que ele não é perfeito, mas o que poderia ser esperado de um filme-pipoca, dirigido por Stephen Sommers- da série A Múmia– e ainda por cima,  baseado nos bonequinhos de Comandos em ação? Imaginem como seria uma mistura de Rambo 2 com Os Incríveis e dá pra ter uma idéia do que os aguarda. Claro que esse filme é bobinho, lotado de cenas impossíveis e tem computação gráfica de principiantes, mas cumpre o papel fundamental de um filme- pipoca: entreter. E depois, ver dois ninjas se arrebentando com katanas é sempre divertido.

Enfim, consegui terminar de ler o último livro de Dan Brown, O Símbolo Perdido. Custaram-me duas semanas de esforço hercúleo para conseguir chegar até o fim do livro no último sábado, e ainda passei o resto do fim de semana coçando a cabeça, processando todos os devaneios contidos nele. Se eu gostei? Claro! Não chega a ser tão aloprado quanto Anjos e Demônios, tampouco tão controverso como O Código Da Vinci, mas é muito instigante e informativo. Quanto ao enredo, é exatamente igual aos demais: alguém influente é torturado ou assassinado por um fanático religioso. Logo arrumam um jeito de atrair Langdon, o personagem de sempre, pro rolo, daí ele precisa lidar com uma autoridade abusiva e com uma cientista – sempre morena. Então os dois saem correndo ao redor do mundo – nesse caso, de Washington D.C – decifrando enigmas religiosos, teorias de conspiração e fugindo do tal fanático religioso que não sai da cola deles, sendo que ele fisempre sabe qual será o próximo passo de Langdon e sua turma. Mas, mesmo que todas as histórias de Robert Langdon sigam exatamente o mesmo esquema, sempre há um grande incentivo pra continuarmos seguindo na leitura ,e  todos sempre ficamos meio decepcionados quando a estória acaba, pois queríamos mais. Comprem logo o livro. Satisfação garantida.

Anúncios

2 Respostas

  1. Só li o Código e olhe lá… Num vejo tanta graça assim nos livros do Dan Brown!

  2. Ainda estou recolhendo coragem para enfrentá-los.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: