Aquecimento



Êta, com a mulésta do cachorro doido! Estamos de volta, eu aqui e vocês, talvez aí do outro lado.

A ignorância é uma benção, disse algum sábio. Não poderia estar mais certo, afinal é uma benção tão grande que quase todos os seres humanos a receberam. Exceto por nós… Ser uma pessoa inteligente é um destino arriscado. Como tudo na vida, tem o lado bom e o lado ruim. Foi comprovado cientificamente que à medida que o grau de inteligência de uma pessoa aumenta, mais o grau de felicidade diminui.

Deve ser uma maravilha atravessar a infância e a velhice praticamente sem nenhuma preocupação além do próprio sustento. Nós, os normais, estamos sempre preocupados com qualquer coisa, com medo até de morrer num escorregão na calçada.

É uma grande verdade do mundo que os burros se divertem mais que os inteligentes. Sabem aquelas pesquisas que dizem os nerds são os “machos-alfa” do novo milênio? Que todos os geninhos serão os mais ricos e disputados pelas mulheres nas próximas décadas? Tudo mentira! Pois enquanto eles passaram a década desenvolvendo gadgets e programas de computador e almejando ao menos engraxar os sapatos de Bill Gates algum dia, um sujeitinho com o Q.I de apenas 100 e que sempre foi fã de uma garrafa comandou por oito anos a maior nação do mundo. Aposto que até o maluquinho do Ahmadinejad tem mais “Ticos e Tecos” que o Bush.

            Os inteligentes escrevem textos enormes, com linguagem rebuscada, postam nos blogs, ninguém comenta e eles se sentem um lixo por isso. Os burros batem fotos ou se filmam sendo jogados na piscina com roupa e tudo, ou tomando banho de cerveja derramada por entre as pernas de uma stripper, ou então esmagando latinhas de cerveja na testa, ou dois marmanjões bêbados se beijando de língua, postam no Orkut ou no MySpace e conseguem milhões de acessos e comentários do tipo “Arrasou hem, cara?”

            Podem até ser inconseqüentes, mas sem dúvida a vida dos burros é bem mais simples que a dos inteligentes. Enquanto o exercício físico dos geninhos é marombar o dedo indicador no mouse jogando 24 horas ininterruptas de World of Warcraft, os burros jogam bola naquele gramadinho surrado da favela, na esperança de algum olheiro ver suas embaixadinhas, levá-lo para a seleção e, assim, salvar sua família do atoleiro financeiro. Quando alguém agride um inteligente, isso acarreta num processo judiciário, que pode se estender por décadas, até o acusado morrer. Quando alguém agride um burro, SAI DE BAIXO! Quem não se cuidar, acaba saindo com a marca do bofetão na cara, tentando apartar a briga. Resolução selvagem, mas na maioria das vezes eficiente, pois eu quero ver se o outro tem bagos pra se meter à besta com ele de novo…

Para encerrar: Os inteligentes criaram o BBB. Os burros participam dele e o assistem.

 Bom divertimento!

Anúncios

4 Respostas

  1. parabéns, vc conseguiu traduzir o grande mal da nossa vida..

  2. Muito bom!!

  3. A impulsividade e a agilidade mental trazem uma surpresa em cada frase.

  4. E nessa, quem é mais esperto? Inteligentes ou burros? Eis a questão o.O

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: