Aquecimento


Yo, fellas! Estamos de volta!

Já repararam como não existem pobres realistas no mundo da dramaturgia? Os pretensos pobres, até aqueles que moram na favela, têm sempre maquiagem e Português impecáveis, e nem pensam em economizar palavras, como todo pobre faz. Não entendo porque os autores fogem tanto da feiúra e da realidade. Apenas criar personagens não basta, as pessoas precisam enxergar a si mesmos neles para haver empatia.

Como a audiência de folhetins ainda é composta basicamente pelas classes média e média baixa, deveriam colocar mais atores condizentes com a realidade em que essas pessoas vivem. Por que não mostrar mais atores e atrizes gordos, feios, suados, com espinhas, desdentados, de roupas gastas e desbotadas? E, principalmente, mostrar os pobres TRABALHANDO, já que em nenhuma novela nem rico nem pobre trabalham.

Mas trabalhos de verdade, que supostamente enaltecem o espírito, como peão de obra, motorista de ônibus, vendedor cego de bilhetes da mega-sena, abridor de vala pra prefeitura, pedreiro, muambeiro, pintor de parede, servente de escola, etc, etc. Nada desses empreguinhos de fresco como vendedor de sanduíche natural, doméstica, balconista de botequim, vendedora da Avon de porta em porta, testemunha de Jeová…

Taí outra questão que talvez nunca tenha sido abordada: Ateísmo. Eu, pelo menos, nunca ouvi falar de nenhum personagem esculachando a religião em horário nobre. Segundo os folhetins, todo pobre PRECISA acreditar em Deus, porque Ele é a única coisa “garantida” na vida deles. Eles também deviam aparecer numa fila do SUS, ou tomando banho, ou sentados no vaso, ou comendo de verdade…

Outra coisa que deve incomodar a outros além de mim é o excesso de texto. Poucas pessoas trazem uma frase completamente formulada na ponta da língua. Ninguém conversa no mundo real como se estivesse lendo um livro. Todos nós temos os nossos momentos de “Âââââhn… Sei lá”. Deveria haver um incentivo maior aos improvisos na dramaturgia. Funcionava em faroestes italianos, então deve funcionar ainda hoje.

Bom divertimento!

Obs: A próxima atualização só sai depois do Carnaval, afinal de contas, na Quarta-feira tudo volta ao normal, né?

Anúncios

5 Respostas

  1. Adorei o Kiko dançando 😀

  2. Das necessidades fisiológicas, o sexo geralmente é o único em cena o tempo todo. Os demais nem são mencionados.

  3. Outra coisa que não mencionou…nas novelas
    todo mundo acorda bonito, ninguém tem remela
    já reparou?
    beijos

  4. Olá, Fernando… Só não concordo com você quando você fala que a profissão de doméstica é emprego de fresco… O ser humano quando limpa móveis, esfrega chão, lava louça, limpa geladeira, lava roupa, dentre outros afazeres domésticos, gasta mais energia do que muitas outras profissões… Abraços e parabéns pelo blog… João Renato

    • eu quis dizer que NAS NOVELAS empregada é sempre fresca passa o dia td soh atazanando os patrões e ainda recebe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: