Aquecimento


 

(Insira frase engraçadinha de saudação aqui)

We sell happiness! Há tempos felicidade não é mais um sentimento, um estado de espírito, algo que depende de inúmeros fatores para acontecer. Ela é um bem material, comprado, vendido ou alugado. E, se você não comprar, vender ou alugar felicidade, não vale nem as cuecas que usa. Quem visita meu blog com freqüência já e interado da “coisa” que eu tenho com a publicidade moderna. Nada é além de pescoços tortos, banalização da cifose e sorrisos. Sorrisos, brilhosos, alvos, vazios sorrisos. Por que essa gente sorri tanto? Haveria uns palhaços no estúdio fotográfico, além dos próprios modelos?

Devo ser muito antiquado, pois eu não consigo ‘comprar’ felicidade. Principalmente felicidade de propaganda de cerveja. A impressão que dá é que os publicitários da Skol e da Devassa nunca viram um bebum deitado na calçada antes. Mulheres magras demais, maquiadas demais e sorridentes demais para gostarem de bebida alcoólica. Os comerciais dizem o tempo todo “Para ser feliz, você PRECISA sair de casa, PRECISA ter muitos amigos e PRECISA beber nossa cerveja!” Dispenso, Washington Olivetto e Nizan Guanaes. Sempre detestei ambiente de botequim, cheio de odor de cerveja fermentada, bafo de pinga, bêbados escandalosos e conversas que não levam a lugar nenhum.

 Constantemente minha mãe vem com questões do tipo ‘Todo mundo feliz, passeando, nos bares e nós dois aqui no borralho, com cara de bosta no sereno?’-OK, talvez não necessariamente nesses termos… Agora, muitos dos meus fãs chauvinistas devem estar dizendo “Como assim? Tu é macho, porra! Tu ADORA bar e ADORA cerveja! Tu é fresco por acaso?” Bom, para ela e qualquer outra pessoa eu digo: Sinta-se bem à sua maneira. Não faz sentido querer impor sua visão do que é ser feliz, como se fosse uma receita infalível da Ofélia. Tem quem goste de encher a cara, pegar no volante, atropelar uns pedestres e ir pra prisão, tem uns que sentem-se melhor mergulhados em sua introspecção. Ninguém é uma coisa só.

Bom divertimento… À sua maneira!

Anúncios

3 Respostas

  1. Beber em butecos é animal! Melhor chapar num pico podrão do que encher canecos e canecos pra dividir com um monte de gente que bebe “por educação” (Meu caso!)

  2. Também odeio botecos, cheiro de botecos, conversa de botecos e amigos de botecos. Mas sou exceção, e lá deve ter coisas ótimas, pois quem gosta, adora!

  3. Mas quem disse que os comerciais de cerveja são pra você? Alguém cita o seu nome neles? Os comerciais são pra maioria! E funcionam pra maioria, porque a maioria é isso aí que você vê. Sabe o que é uma metrópole parar (comércio e serviços fecharem as portas e só abrirem no dia seguinte) por causa de 2 horas de um jogo de futebol do Brasil em copa do mundo? E pra onde você acha que esse povo vai, fazer o que e consumir o que até altas horas da noite mesmo sabendo que no dia seguinte tem que voltar pro trabalho? Os publicitários são gênios isso sim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: