Saludos, amigos!


Eeeeeeeee tamos de volta!

Desde que abandonei o útero, prendem diagnósticos em minha testa. Só quem vive o problema sabe como um distúrbio pode se tornar uma arma letal em mãos alheias. Disfunção Cerebral Mínima, Distúrbio de Hiperatividade e Déficit de Atenção, Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, Transtorno Obsessivo Compulsivo, Transtorno Bipolar… A lista de diagues é imensa. Mas, para os leigos de plantão, nenhum diagnóstico nunca importou. Eu simplesmente fui o louco, o doidão, o epilético, o anormal de toda sala em que estudei, e alvo preferencial do bullying, como convencionaram chamar os porradeiros de sala de aula. Por ter sido tão azucrinado quando mais jovem, eu estou aqui hoje, escrevendo esses textos e com medo até da minha sombra. Cuidado, ela tem uma faca!

A maioria das pessoas pensa da seguinte forma: Eu sou normal, todos os outros que me cercam são loucos. Quem quer que faça tudo de um jeito diferente do seu, precisa se tratar. Mas nem sempre foi assim. Lá na Idade Média, quando não existia a psicologia e tampouco remédios de tarja preta, os transtornos mentais existiam. Mas todo transtornado era simplesmente o “Idiota da Aldeia”, e ninguém sequer pensava em dar um jeito no problema do coitado, pois ele era amigo de todo mundo na aldeia, ou pelo menos era tolerado. Então, num belo dia, Freud pensou: “Quer saber? Tô de saco cheio de tanto doido! Vou curar todos!”

Taí o problema que veio junto com a psiquiatria: Em vez de tolerar os diferentes do considerado normal, nós os tratamos, pois ninguém mais tem paciência de conviver com doidinhos.

Bom divertimento!

2 Respostas

  1. Dramático na exata medida em que assim se comporta a sua mãe.

  2. Se vc pudesse imaginar alguns amigos que tenho…rsrsrsr
    Abração

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: