Estamos voltando!


Era tudo uma questão de tempo. Depois de uma década inteira sobrevivendo a super-heróis de roupa agarradinha, bruxos teens e vampirinhos gays, enfim os bárbaros estão voltando à ativa nas telas de cinema. Três filmes- testosterona como só os anos 80 eram capazes de fabricar vieram com tudo nas bilheterias. Heróis armados e perigosos, humor irônico regado a sangue falso e toneladas de canastrice garantiram a felicidade dos chauvinistas de todo o mundo nesse verão. Não são os melhores exemplos de filme-testosterona, mas já são um começo…

Para começar, veio o que, ne minha opinião, foi o melhor deles: ESQUADRÃO CLASSE A. Baseado mais que livremente na famosa série dos anos 80, traz Liam Neeson no improvável papel quase cômico do Coronel Hannibal Smith, um militar obcecado com plenejamentos que tem as ideias mais mirabolantes possíveis para resolver casos complexos e ter uma boa desculpa para meter bala em qualquer coisa que se mova. Sob sua tutela estão o Tenente Templeton “Cara de pau” Peck (Bradley Cooper), Capitão Murdock (Sharlto Copley, de Distrito 9- de longe, o melhor que o filme tem a oferecer) e o lutador de vale-tudo Rampage Jackson profanando o inesquecível papel de Mr. T, Sargento B.A. Como qualquer filme de ação que se preze, o roteiro não tem a mínima importância, sendo quase uma versão cômica da trilogia Bourne. Mas não me impediu em nada de gostar do filme. Pelo contrário: Baixei na net, fui ver no cinema e ainda comprei o DVD pirata. NOTA 8

O incansável e ególatra brucutu Stallone já tá nos últimos minutos dos acréscimos da prorrogação há mais de 15 anos.  Após ter voltado à tona com suas mais famosas criações, Rambo e Rocky Balboa, ele logo começou a escrever seu “canto do cisne”: OS MARCENEIROS… Quer dizer, OS MERCENÁRIOS! Se aturar um Rambo já era mais difícil que representar Shakespeare, imaginem UMA DÚZIA DE RAMBOS! O velho Sly conseguiu reunir num só filme ele, Jet Li, Jason Statham, Bruce Willis, Arnold, o “pai do Chris” Terry Crews, Mickey Rourke, o He-man Dolph Lundgren e o lutador Steve Austin. Tudo isso pra colocar na chon uma pequena e insignificante ditadura sul-americana: O Brasil… Apesar de ter faturado horrores nas bilheterias, eu não vi muita graça nessa chuva de balas e explosões. Mas tomara que os marcen… Quer dizer, mercenários não venham atrás de mim… NOTA: 7

Por fim, o filme que eu mais esperei na década: MACHETE! Desde que apareceu em 2007 como um falso trailer no filme Grindhouse, de Quentin Tarantino e seu comparsa da ala trash Bob Rodriguez, não me aguentava de expectativa para colocar os olhos nessa “pérola da sétima arte”. E quando ele enfim saiu… Não podia ser mais morno. Chamar esse filme de exagerado seria como chamar o Serra de assustador: Um eufemismo. Um agente federal que adora decapitar desavenças com sua coleção de facões (Danny Trejo, o eterno coadjuvante em seu primeiro papel principal), uma vendedora de tacos com ares de Che Guevara (Michelle Rodriguez), um candidato ao senado absolutamente insano (Surpresa! Robert DeNiro!), um traficante mexicano que financia a campanha do candidato (Steven Seagal), um cabo eleitoral que tem relações incestuosas com a filha (Lindsay Lohan)… E a lista de personagens bizarros é quase tão grande como os de minha novela! Mas, infelizmente, juntando tudo isso, o resultado foi um filme de ação até que muito convencional para os padrões de Bob Rodriguez- Isso se descontarmos a cena que nosso “herói” corta a barriga de uma desaveça e usa suas tripas como corda de bungee-jump… NOTA: 7,5

…E que venha mais diversão saguinolenta e escapista para as massas!

There are no comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: