Notícias do front


Oi, gente.

Como todos vocês estão carecas de saber, há muito tempo eu venho travando uma batalha contra mim mesmo.
Sacam, numa fase de auto-conhecimento, reavaliando as péssimas escolhas que fiz nos últimos 26 anos e tentando abrir caminho para escolhas ainda piores. Me dei conta de que já vivi 1/3 de minha vida- e olha que tô sendo até otimista com a contagem… E a julgar pelo que conquistei nesse primeiro terço de vida, as perspectivas não saão muito animadoras.

Em minha atual situação, onde é que o blog fica? Bom, acabei me dando conta que posso sim não escrever, se não tiver vontade. Sim, eu sei que isso é crueldade com meus numerosos fãs, mas vocês não têm idéia de como é penoso reunir tantas idéias doidas num único texto. Às vezes é muito divertido fazer crônicas, admito, mas ultimamente não tenho sentido o menor tesão em escrevê-las, mesmo com todo o milagroso sucesso que o blog tem feito nos últimos tempos.

Não que eu esteja desprezando o carinho de vocês- bom, na verdade tem um pouco disso sim…- mas o caso é que alimentar esse enorme saco sem fundo toda semana não tem mais me trazido tantas alegrias como costumava. O temível branco tem vindo bater as portas de minha mente cada vez mais. A maioria dos textos tenho conseguido terminar simplesmente por obrigação.

Acho que o branco que me deu deve-se em grande parte ao término da primeira parte da minha novela. Depois de um ano despejando todas as minhas mágoas em São Modesto, acho que minha raiva do mundo se esgotou. Agora só consigo sentir raiva de mim mesmo. Imaginem, com um terço da vida e eu ainda não consegui ser tudo que quero ser… Que merda!

Portanto, não se assustem se eu ficar às vezes uma semana inteira sem colocar meu focinho pra fora do blog. É porque as coisas simplesmente não vão bem em minha guerra interior. Tomara que ela seja vencida algum dia.

Torçam por mim.

Ps: Ah, sim! E não se esqueçam de comentar, seus preguiçosos! Não é justo que hajam 50 visitas por dia e nenhum comment!

2 Respostas

  1. Saber lidar com essa sua franqueza visceral
    acaba se tornando fácil, pois na verdade
    a gente tá cansado de pessoas que usam “atalhos”.
    Estou sempre na torcida por ti amigo.
    Demora não.
    Abração

  2. Extremamente dramático e hilário ao mesmo tempo. Nenhum crítico saberia classificar esse seu texto. A sua mente é mesmo impossível: criativa, destrutiva, mau-humorada e persistentemente engraçada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: